24 abril, 2008

Jean-Baptiste Debret (Paris, 18 de abril de 1768 — Paris, 28 de junho de 1848) foi um pintor e desenhista francês. Integrou a Missão Artística Francesa (1816), que fundou, no Rio de Janeiro, uma academia de Artes e Academia Imperial de Belas Artes, onde Ofícios, mais tarde lecionou pintura.

De volta à França (1831) publicou do século XIViagem Pitoresca e Histó ao Brasil (1834-1839), documentando aspectos da natureza, do homem e da sociedade brasileira no início X

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Baptiste_Debret

Índice

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Baptiste_Debret#Juventude_e_in.C3.ADcio_de_carreira

http://pt.wikipedia.org/wiki/Miss%C3%A3o_Art%C3%ADstica_Francesa

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Baptiste_Debret#Viagem_pitoresca_e_hist.C3.B3rica_ao_Brasil

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Baptiste_Debret#Neoclassicismo.2C_Romantismo_e_a_obra_de_Debret

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Baptiste_Debret#Debret.2C_Diderot_e_o_Iluminismo

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Baptiste_Debret#Debret:_plagiador.3F

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Baptiste_Debret#Aprecia.C3.A7.C3.A3o

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Baptiste_Debret#Aprecia.C3.A7.C3.A3o

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Baptiste_Debret#Aprecia.C3.A7.C3.A3o

http://pt-br.wordpress.com/tag/debret/

http://www.museuscastromaya.com.br/colecoes.htm

O livro Castro Maya, colecionador de Debret, publicado em 2003. Possui um acervo de 490 aquarelas e 61 desenhos do pintor e desenhista francês, produzidos durante a estada de Dom João VI no país. Não posso fornecer o valor, não consegui encontrar o livro.

Debret e o Brasil – Obra Completa 1816-1831

Editora Capivara, 708 páginas –

Graças à lei de incentivo cultural, esse importante catálogo recebeu o apoio das poderosas empresas Citroën e Peugeot.

Foram 10 anos de pesquisa dos autores Julio Bandeira e Pedro Corrêa do Lago. O livro apresenta 200 trabalhos inéditos, não divulgados anteriormente em obras impressas. Só se conheciam até hoje nove quadros a óleo pintados pelo artista francês no Brasil. Os pesquisadores acreditam que é possível descobrir mais obras, porque, alguns trabalhos não continham assinatura do artista.




Link para essa postagem


Um comentário:

angels disse...

Excelente artigo, parabéns!
Sabemos que alguns artistas franceses permaneceram no Brasil, mesmo após a "Independência". Se Lebreton faleceu em 1819, Debret aqui ficou por quinze anos, contribuindo com a arte brasileira no séc.XIX, onde fica o nosso imaginário...